Bolsas de estudo EGEAC/IEM

A Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) e o Instituto de Estudos Medievais (IEM) lançam bolsas para o estudo da Alcáçova medieval de Lisboa.

A Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) e o Instituto de Estudos Medievais (IEM) criaram, no âmbito de um protocolo mais amplo estabelecido entre as duas instituições, bolsas de Mestrado e de Doutoramento destinadas a alunos com elevado desempenho escolar e mérito. O acordo prevê a atribuição anual de três bolsas, duas de Mestrado e uma de Doutoramento, com a finalidade de apoiar os estudos pós-graduados em História e em Arqueologia, na área de Estudos Medievais, na FCSH/NOVA.

O âmbito temático das dissertações e teses a desenvolver pelos bolseiros contemplados será forçosamente sobre a Alcáçova medieval de Lisboa, com enfoques predominantes em questões como o Castelo de São Jorge, o Paço Real da Alcáçova ou a Torre do Tombo medieval, bem como sobre espaços e/ou vivências com eles correlacionados.

Amélia Aguiar Andrade, docente do Departamento de História da FCSH/NOVA e Diretora do IEM, afirma que a atribuição destas bolsas resulta de “uma iniciativa concertada entre o IEM e a EGEAC a fim de fomentar a investigação conjunta sobre a Alcáçova medieval de Lisboa”, tendo a expectativa de que, pelo seu sucesso, “sirva de exemplo a outras instituições de cultura públicas ou privadas que procurem modelos semelhantes para a atribuição de bolsas de estudo que possam contribuir para a produção de conhecimento cientificamente fundamentado sobre temas específicos”.

Consulte o regulamento

IEM_logo.jpg logoEGEAC.png

Publicado em Emprego, FCSH, Investigação, Oferta Lectiva, Universidade Nova de Lisboa

Licenciaturas – ano letivo 2014/2015

Matrículas e inscrições – conheça os prazos!

As matrículas e inscrições nas licenciaturas da FCSH/NOVA deverão ser realizadas:

  • Alunos inscritos em 2013/14 - prazo de inscrição de 8 a 14 de setembro, através da Secretaria Virtual.
  • Novos alunos (1º ano/1ª vez) nomeadamente estudantes colocados na 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior, Maiores de 23, titulares de cursos superiores, mudanças de curso, transferências e reingressos – prazo de matrículas/inscrições de 8 a 12 de setembro. Os alunos que se inscreverem pela primeira vez deverão fazê-lo presencialmente nas instalações da Faculdade.

Outras informações sobre o dia (por curso) e local da realização das matrículas do 1º ano/1ªvez, bem como os documentos a apresentar, serão publicitadas oportunamente.

Contacto

Divisão Académica | Núcleo de Licenciaturas

Publicado em FCSH, Geral, Oferta Lectiva, Universidade Nova de Lisboa

IHC colabora com o Público no Centenário da I Guerra Mundial

Acompanhe no Público os fascículos dedicados ao centenário da I Guerra Mundial, realizados com a colaboração científica de uma equipa do Instituto de História Contemporânea.

No quadro do programa de atividades do projeto Portugal 1914-1918 promovido pelo Instituto de História Contemporânea (IHC), em parceria com o Público, está a publicar nesse jornal uma coleção de 48 números especiais dedicados à Primeira Guerra Mundial em Portugal, também disponibilizados na secção digital.

A equipa do IHC, composta por Maria Fernanda Rollo, Ana Carina Azevedo, Ana Dâmaso, Ana Paula Pires, Ângela Salgueiro, Carlos Silveira, Eunice Relvas, Fátima Mariano, João Moreira Tavares, José Luís Assis, Margarida Magalhães Ramalho, Margarida Portela e Maria Inês Queiroz, tem produzido os conteúdos que compõem as rubricas de Citações, que destacam frases e intervenções de alguns dos protagonistas durante a Guerra; “Há 100 anos”, cujos dados cronológicos acompanham, dia a dia, os acontecimentos mais importantes; “Lugares da guerra”, que incluem uma breve síntese histórica sobre espaços e instituições ligadas à história da Grande Guerra. Há ainda os “Objetos” e “Memórias de Família”, construídas em parceria com o jornal Público, onde se dá lugar a histórias de combatentes e outros intervenientes contadas por familiares e itens que chegaram até aos dias de hoje, como postais, fardas, fotografias, armas ou condecorações que ilustram estas memórias.

Parte dos conteúdos decorre do portal Portugal 1914-1918, sendo os restantes especificamente preparados para a série de suplementos.

O primeiro número foi lançado a 28 de julho, assinalando precisamente os 100 anos sobre o início da I Guerra Mundial.

Publicado em FCSH, Investigação, Reportagens, Universidade Nova de Lisboa

Concursos especiais

Os aprovados no exame de acesso ao Ensino Superior através do regime “Maiores de 23” e titulares de outros cursos superiores devem apresentar a sua candidatura até 24 de agosto.

Encontram-se abertas, até 24 de agosto, as inscrições para o concurso especial de acesso ao ensino superior Maiores de 23 anos e titulares de outros cursos superiores.

As listas com a seriação dos candidatos serão divulgadas até ao dia 5 de setembro de 2014.

Informações adicionais sobre os Maiores de 23

Informações adicionais sobre titulares de outros cursos superiores

Realize a candidatura online

 

Mais informações:

DA – Divisão Académica | Núcleo de Licenciaturas

E-mail: licenciaturas@fcsh.unl.pt

Publicado em FCSH, Oferta Lectiva, Universidade Nova de Lisboa

Doutoramento Europeu

Cinco doutorandos de Ciência Política e uma doutoranda de Relações Internacionais fazem missões de estudo em universidades estrangeiras na perspetiva da atribuição do Doutoramento Europeu.

O título de Doctor Europaeus , associado ao grau conferido em provas públicas pela universidade onde está afiliado o doutorando, é um importante instrumento de internacionalização académica ao dispor das instituições de ensino superior europeias. A FCSH/NOVA, em particular o Departamento de Estudos Políticos, tem incentivado os estudantes dos cursos de 3º ciclo a apostarem no Doutoramento Europeu, cumprindo os requisitos necessários, nomeadamente «a realização de um período de estudos ou de investigação numa universidade de outro país europeu, no âmbito da preparação de tese, com a duração mínima de um trimestre» (vd. Regulamento, artigo 3º).

No âmbito dos cursos de doutoramento em Ciência Política e em Relações Internacionais da FCSH/NOVA, há seis estudantes que já realizaram, ou vão realizar, missões de investigação em universidades estrangeiras na perspetiva da atribuição do título de Doutoramento Europeu.

 

Conheça os temas das teses dos doutorandos

Publicado em Ensino Superior, FCSH, Oferta Lectiva, Universidade Nova de Lisboa

Seminário Internacional “Small Power is a Power?”

1 de Outubro – O papel das pequenas e médias potências no contexto da I Grande Guerra é tema de seminário internacional organizado pelo IHC.

Small Power is a Power? The Role and Resilience of Small and Medium Powers During the Great War” é o tema de um seminário internacional organizado, entre outros, pelo Instituto de História Contemporânea (IHC) da FCSH/NOVA. O evento, que decorre de 30 de Setembro a 1 de Outubro no Instituto de Defesa Nacional, visa contribuir para o conhecimento e o estudo, nas relações internacionais, do papel das pequenas e médias potências durante a Grande Guerra, assim como no período imediatamente antes e pós conflito

Entre os convidados contam-se José Pedro Aguiar-Branco, Ministro da Defesa Nacional, Maria Fernanda Rollo, Presidente do IHC, Nuno Severiano Teixeira, docente do Departamento de Estudos Políticos e Carlos Gaspar, docente e Membro da Direção e do Conselho Científico do Instituto Português de Relações Internacionais (IPRI/NOVA).

O seminário beneficia do apoio da Comissão Coordenadora da Evocação do Centenário da 1ª Guerra Mundial, resultando de uma parceria entre o IHC, o Instituto da Defesa Nacional e o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

Conheça o programa

Publicado em Eventos Cientifícos, FCSH, Investigação, Universidade Nova de Lisboa

Encerramento em agosto

A FCSH/NOVA encontra-se encerrada entre os dias 15 e 24 de agosto.

Atendendo à menor frequência de alunos, docentes e investigadores durante o mês de agosto, aliada à necessidade de conter despesas e racionalizar o consumo energético, a FCSH/NOVA encontra-se encerrada entre 15 e 24 de agosto.

A direção agradece a compreensão de todos.

Publicado em FCSH, Geral, Universidade Nova de Lisboa

Investigadores da FCSH/NOVA revelam que BE e PCP foram quem mais se opôs aos governos socialistas

Estudo da FCSH/NOVA mostra que durante os anos de governação do PS, nomeadamente de José Sócrates, a esquerda votou mais contra os diplomas que vinham do governo do que os partidos de direita.

Catherine Moury, Elisabetta De Giorgi e João Pedro Ruivo, investigadores da FCSH/NOVA, contabilizaram os votos dos seis partidos com representação na Assembleia da República (CDU agrega PCP e Os Verdes) em relação a propostas do Governo, demonstrando que os partidos de esquerda penalizaram mais os socialistas no poder do que os governos de direita. A conclusão faz parte do estudo “Incumbents, opposition and international lenders: governing Portugal in times of crisis”, que será publicado, para o ano, na revista “The Journal of Legislative Studies”.

O documento afirma também que, em tempo de crise, o consenso entre os partidos também se torna mais difícil, sendo o governo de Passos Coelho aquele que menos conseguiu cativar votos da oposição para as suas medidas, desde 1995.

Publicado em FCSH, Geral, Investigação, Universidade Nova de Lisboa

Vargas Llosa recebe Doutoramento Honoris Causa

“A literatura é uma arma”, recordou o escritor peruano após ser distinguido com um Doutoramento Honoris Causa pela Universidade NOVA de Lisboa.

A literatura não se deve restringir ao entretenimento, é também “uma arma eficaz para combater as injustiças”, afirmou Vargas Llosa durante a cerimónia onde lhe foi atribuído um Doutoramento Honoris Causa pela Universidade NOVA de Lisboa. O evento surge na sequência da proposta de Nuno Júdice, docente do Departamento de Línguas, Culturas e Literaturas Modernas da FCSH/NOVA, e teve lugar no dia 22 de Julho na Reitoria da NOVA.

Perante um auditório cheio, o escritor peruano recebeu a distinção pelas mãos de António Rendas, Reitor da NOVA, que a justificou como “ato de reconhecimento a um homem que é um cidadão do mundo”. Na assistência estavam Francisco Pinto Balsemão (Presidente do Conselho da FCSH/NOVA e padrinho do laureado), João Costa (Director da FCSH/NOVA), Mário Soares (antigo Presidente da República), Jorge Barreto Xavier (secretário de Estado da Cultura), Maria de Belém (antiga ministra), Pilar del Rio (jornalista), os escritores Mário de Carvalho, Lídia Jorge e Francisco José Viegas, embaixadores, reitores de outras universidades, entre muitos outros.

Durante o seu discurso o escritor de 78 anos destacou ainda o seu gosto pela obra de Fernando Pessoa, de quem tem “um busto no escritório”, introduzida por José Cardoso Pires (1925-1998), a quem chamou de o seu “amigo português”. Classificou também a corrupção como “um dos grandes perigos das sociedades atuais”, ao mesmo tempo que recordou “a importância das universidades na construção de uma sociedade democrática e na luta contra a ditadura”.

Mário Vargas Llosa, jornalista, ensaísta, nobre, político peruano e autor de inúmeras publicações, foi distinguido, em 1994, com o Prémio Cervantes e, em 2010, com o Nobel da Literatura.

Publicado em Ensino Superior, Eventos Cientifícos, FCSH, Geral, Universidade Nova de Lisboa

Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho

José Gil, antigo docente da FCSH/NOVA, distinguido com prémio da Associação Portuguesa de Escritores/Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

A obra “Cansaço, Tédio, Desassossego” valeu a José Gil, filósofo e professor catedrático jubilado do Departamento de Filosofia da FCSH/NOVA, o Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho, da Associação Portuguesa de Escritores (APE)/Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. A publicação, editada no ano passado pela Relógio d’Água, trata da complexidade dos heterónimos de Fernando Pessoa.

Em comunicado, a APE afirma que a escolha do júri, constituído pelo catedrático António Pedro Pita e pelos escritores Helena Vasconcelos e João Barrento, deu-se “por unanimidade“. Atualmente sua quinta edição, o Prémio tem o valor pecuniário de 7.500 euros.

Com 75 anos, José Gil tem cerca de 20 obras publicadas e, em 2005, foi considerado, pelo semanário francês Le Nouvel Observateur, “um dos 25 grandes pensadores do mundo“. Natural de Moçambique, em 1981 instalou-se definitivamente em Portugal, passando a exercer docência de filosofia na FCSH/NOVA.

Publicado em Docentes, FCSH, Prémio, Universidade Nova de Lisboa