NECPRI traz Amnistia Internacional à FCSH/NOVA

 

No âmbito do evento que trará à FCSH/NOVA Victor Nogueira, Presidente da Amnistia Internacional (AI), pedimos a Diogo Pereira, Vice-Presidente do Núcleo de Estudos de Ciência Política e Relações Internacionais (NECPRI) para nos falar do encontro.

O que é a tradicional maratona de cartas da AI?

É o maior evento global de direitos humanos organizado anualmente pela Amnistia Internacional no último trimestre de cada ano, no âmbito da data simbólica de 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Por esta ocasião, pessoas de todo o mundo assinam cartas apelando à solidariedade internacional, em prol de indivíduos e de comunidades em risco. Consistindo na assinatura de cartas pré-elaboradas, enviando-as, de seguida, às entidades capazes de solucionar o caso, como forma de pressão pública internacional.

Qual será o tema a abordar pelos conferencistas?

O tema a abordar pelos conferencistas (Victor Nogueira, Raquel Vaz-Pinto e Alexandra Magnólia Dias) é o grande tema geral dos Direitos Humanos. Todos se focam na atualidade e, cada um, na sua área de maior interesse, como a situação na China, por parte de Raquel Vaz-Pinto, as intervenções humanitárias e missões de paz em África, por Alexandra Magnólia Dias, e toda a temática da violação e luta pelos Direitos Humanos, por Victor Nogueira. No fim, queremos responder a questões como qual é a situação no panorama internacional, qual a responsabilidade e vontade política para alterar a situação (partindo dos casos gerais de violação) e eventuais soluções.

Qual é o contributo da AEFCSH para este evento?

O contributo da AEFCSH passa pelo que esperamos que seja uma parceria estável com o NECPRI. Nesta atividade, a parceria passou essencialmente pelo apoio à organização da Maratona de Cartas, principalmente na divulgação e logística.

Publicado em Geral

Rogério Miguel Puga apresenta comunicação sobre mitos literários nacionais e nacionalismo

Rogério Miguel Puga, professor auxiliar convidado do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas Modernas e investigador do CETAPS, recebeu do consórcio europeu ‘Cultural Literacy in Europe’ uma bolsa para apresentar uma comunicação sobre mitos literários nacionais e nacionalismo. O evento terá lugar no primeiro congresso internacional ‘Cultural Literacy in Europe’, em Birbeck College (Londres), de 16 a 18 de Abril de 2015. Durante o evento vão ser abordados temas como a memória cultural europeia, migração e tradução, textualidade eletrónica, biopolítica, biosocialidade e o corpo.

O consórcio europeu ‘Cultural Literacy in Europe’ é composto pela European Science Foundation, Birbeck College, Universidade de Roehampton, Universidade de Warwick e Universidade de Sófia.

Publicado em Geral

Concurso para jovens poetas lusófonos

Samuel Pimenta, escritor e antigo aluno da FCSH/NOVA, lançou um concurso para poetas dos 18 aos 30 anos para a participação na antologia “Emergente – Novos Poetas Lusófonos”, que decorre até 31 de Dezembro, numa parceria com a editora Livros de Ontem.

“Iniciativas como esta, viradas para jovens poetas, são pouco recorrentes no âmbito da lusofonia. Por isso pretendemos selecionar até 12 jovens poetas emergentes de todo o universo lusófono e reuni-los numa publicação anual. Queremos que a Emergente tenha uma voz plural e que seja representativa do Português que se fala em todo o mundo.”, explica Samuel Pimenta, coordenador da antologia.

Face às dificuldades que muitos jovens poetas encontram em afirmar-se no mercado editorial, a antologia “Emergente” pretende criar um espaço de oportunidade e de reconhecimento que possibilite a projeção nacional e internacional dos seus participantes.

“Independentemente do local onde residam os poetas, a única condição é expressarem-se em Português, qualquer que seja a sua variante. Estão por isso incluídos, também, todos os poetas que vivem na diáspora, assim como os que não têm o Português como língua materna, mas que optam por escrever em Português.”, explica João Batista, CEO e editor da Livros de Ontem.

O júri do concurso é composto por Samuel Pimenta, um membro da editora Livros de Ontem e por um terceiro elemento surpresa, “um poeta já com uma carreira sólida e reconhecida.”, adianta a organização.

Informações adicionais

Publicado em Geral

Prémio Liberdade de Expressão 2014 para Samuel Pimenta

 

A Associação de Escritores de Angra dos Reis (Brasil) atribuiu o Prémio Liberdade de Expressão 2014 ao escritor Samuel Pimenta, antigo aluno da FCSH/NOVA, por considerar que o seu trabalho literário (poesia, contos e crónicas) contribui para a criação e difusão da expressão cultural no Brasil.

A entrega do prémio será dia 4 de Outubro, no Museu do Oriente, em Lisboa, a partir das 18h, integrada na Gala do Prémio Excelência Literarte – CEMD 2014, organizada pela Literarte – Associação Internacional de Escritores e Artistas e pelo Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora.

Samuel Pimenta é originário de Alcanhões, Santarém, e tem-se destacado em Portugal pelo seu ativismo cultural e pela valorização da lusofonia, através da organização de tertúlias literárias um pouco por todo o país. Em 2013, publicou o livro “O relógio”, um dos vencedores do Prémio Jovens Criadores 2012, que critica e denuncia os vícios da atual conjuntura social e económica e, em Junho de 2014, publicou o livro “Geo Metria”. É cronista do site Rede Regional há 2 anos, onde escreve mensalmente, e tem visto alguns dos seus contos, poemas e crónicas publicados em antologias, colectâneas e revistas em Portugal, Angola, Brasil e Moçambique. O seu conto mais recente, “O poeta”, pode ler-se na coletânea “Abril depois de Abril”, da editora Livros de Ontem.

 

Publicado em Geral

Regina Salvador publica coluna de opinião no “Público”

O referendo sobre a independência da Escócia é o tema escolhido por Regina Salvador, docente do Departamento de Geografia e Planeamento Regional, para uma coluna de opinião do “Público”

Leia a coluna de opinião

 

Publicado em Geral

Mensagem de boas-vindas do Diretor da FCSH/NOVA

“Caros Estudantes,

Quero, através desta mensagem, desejar a todos um excelente ano letivo 2014-2015.

Saúdo de forma especial todos os alunos que começam esta semana a sua caminhada no Ensino Superior e os que escolheram os nossos Mestrados, Doutoramentos e Pós-graduações para aprofundarem os seus estudos. A todos dou os parabéns por terem escolhido a FCSH/NOVA para estudarem e darem os primeiros passos na investigação.

Mais uma vez, a FCSH/NOVA foi líder nacional e regional em vários cursos no Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior, traduzindo o empenho que todos os que cá trabalham colocam no sucesso dos alunos.

Convido todos os alunos a tirarem o máximo partido das características desta Faculdade: mobilidade internacional, articulação entre ensino e investigação, oferta interdisciplinar, sistema de major e minor, empreendedorismo e inovação, várias dezenas de eventos científicos e culturais. Espero que, no final dos seus cursos, todos os alunos possam ter beneficiado de todas as iniciativas que engrandecem o curriculum dos que estudam nesta Faculdade.

Espero que este ano seja mais um em que, apesar das restrições orçamentais e do desinvestimento no Ensino Superior, todos os que estudam na FCSH/NOVA possam, em cada dia, sair enriquecidos desta instituição”.

João Costa, Diretor da FCSH/NOVA

Publicado em Geral

Candidaturas abertas para o NOVA Debate

O NOVA Debate é uma associação composta por membros de todas as faculdades da NOVA que se juntam para discutir assuntos da atualidade, melhorar as capacidades argumentativas e divertir-se na partilha de conhecimentos!

Organizam sessões de debate regulares onde pretendem juntar diferentes contributos de excelência da Universidade NOVA de Lisboa para estabelecer uma ponte entre a Academia e a Sociedade, discutindo problemas relevantes e questões de fundo.

No início dos semestres iniciam sempre uma fase de recrutamento para entrada de novos membros nesta comunidade. Por isso, o NOVA Debate convida a assistir ao debate que irá existir na próxima quinta-feira, dia 18, pelas 16h, na sala 118, na Nova SBE e a tirar todas as dúvidas sobre como e porquê participar.

Mais informações em: nova.debate@unl.pt ou www.facebook.com/novadebate.unl.

Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/1M7RmNslyjW_HKGBFBk90ZBMvKWbdGXAMuiAQTyyIEcQ/viewform?usp=send_form

Publicado em Geral, Iniciativas dos alunos, Universidade Nova de Lisboa

Queres ser embaixador da faculdade?

A FCSH/NOVA convida os atuais e antigos estudantes a envolverem-se na divulgação da sua oferta letiva e no apoio aos novos alunos da Faculdade. Inscreve-te já!

Queres ser embaixador da faculdade?

A FCSH/NOVA lança, pela primeira vez, um programa que integra atuais e antigos alunos no apoio aos novos alunos e aos futuros candidatos ao Ensino Superior. Intitulada NOVA Embaixadores, esta iniciativa será dirigida a todas as licenciaturas da Faculdade e as inscrições são online até ao dia 17 de outubro.

Cada licenciatura será representada por dois a cinco alunos ou antigos alunos, selecionados através de um processo de recrutamento online que pretende apurar os melhores para ajudar os novos alunos e futuros candidatos.

Os Embaixadores escolhidos apoiarão no esclarecimento de dúvidas online através dos canais ‘Novos Alunos FCSH’, na campanha desenvolvida ao longo do ano letivo com as escolas secundárias e ainda na organização do próximo NOVA Day&Night. A participação neste programa poderá ser integrada como atividade extracurricular no suplemento ao diploma.

Participa!

 

A carregar…

 

Publicado em FCSH, Geral, Iniciativas dos alunos, Universidade Nova de Lisboa

Matrículas e Inscrições 2014/2015

Estudantes colocados através da 2ª fase do Concurso Nacional de Acesso e de Ingresso no Ensino Superior.

Matrículas e Inscrições 2014/2015

 

1. O período de matrículas e inscrições decorre de 25 a 29 de setembroentre as 9H30 e as 16h00 (horário de quinta-feira – das 9h30 às 19h), na Divisão Académica, no piso 1 da Torre B.

2. Para os cursos de Línguas, Literaturas e CulturasTradução, os alunos deverão, obrigatoriamente, dirigir-se ao departamento de Línguas (Bloco B1, piso 0) para aconselhamento do respectivo horário, antes de se dirigirem à Divisão Académica para realizarem a sua inscrição.

3. Documentos que deverá apresentar:

a) 2 Fotocópias do documento de identificação que indicou no seu processo de candidatura (B.I., Passaporte ou Cartão de Cidadão);

b) 2 Fotocópias do Cartão de Contribuinte;

c) 1 Fotografia tipo passe;

d) 2 Fotocópias de um comprovativo de morada (recibo de água, luz, internet…)

e) alunos com nacionalidade estrangeira:

    • Se for nacional de um Estado membro da União Europeia, deve comprovar a nacionalidade através de documento de identificação emitido por esse Estado;
    • Não seja nacional de um Estado membro da União Europeia e resida legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto de 2014, deve comprovar o tempo de residência legal em Portugal através de certidão ou documento de identificação emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras;
    • Não seja nacional de um Estado membro da União Europeia e resida legalmente com o pai ou mãe, que reside em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto de 2014, deve comprovar:
    • O tempo de residência legal em Portugal do pai/mãe através de certidão ou documento de identificação emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras;
    • A residência legal do candidato com o pai/mãe, nomeadamente através do atestado de residência.

 

4. Propinas e valores a pagar (pagamento preferencial por multibanco):

  • 1ª Prestação da Propina: 533,93 € (a pagar no ato da inscrição);
  • 2ª Prestação da Propina: 533,92 € (a pagar até 31 de março);

Seguro escolar e custos administrativos: 37 € (a pagar no ato da inscrição).

Os candidatos a bolsa de estudo (Serviços de Acção Social) só pagam a propina depois de publicados os resultados da candidatura. O seguro escolar e os custos administrativos deverão ser pagos no ato da inscrição.

Os antigos combatentes que hajam participado em operações militares, nas quais tenham obtido condecorações e louvores, comprovados por documentos passados pela respetiva unidade militar nos termos do Decreto-Lei nº 358/70, de 29 de julho, têm direito a apoio específico, desde que o parecer do respetivo Ministério seja favorável ao apoio solicitado nos termos do disposto no artigo 35º. da Lei nº. 37/03, de 22 de agosto. Este apoio é extensivo, por força do mesmo Decreto, aos filhos dos combatentes anteriormente citados.

Deverão entregar até dia 15 de novembro 2014:

→Declaração de I.R.S. (última);

→Assento de nascimento do candidato;

→Declaração passada pela unidade, estabelecimento ou órgão do Exército/Marinha/Força Aérea onde, à data da comprovação, estejam depositados os documentos de matrícula do combatente ou ex-combatente que ateste a qualidade do mesmo;

→Certidões de Domicílio Fiscal passadas pela Direcção-Geral de Finanças/Repartição de Finanças da área de residência, uma em nome do estudante e outra em nome de seu pai, (ou mãe em caso de óbito do pai).

Não serão aceites declarações de residência passadas pelas Juntas de Freguesia ou qualquer outro organismo que não seja a Direcção-Geral das Finanças.

 

Publicado em Ensino Superior, FCSH, Geral, Universidade Nova de Lisboa

Curso de Verão “1989 – O ano em que acabou a Guerra Fria?”

19 e 20 de setembro – O objetivo do XXIII Curso de Verão do IHC é repensar o fim da guerra fria, contextualizando-o na sua dimensão histórica e internacional. A entrada é livre!

Curso de Verão “1989 – O ano em que acabou a Guerra Fria?”

O ano de 1989 é, por norma, recordado pelas mudanças profundas – da queda do muro de Berlim às revoluções do leste europeu, sendo para muitos o ponto em que termina (ou começa a terminar) a Guerra Fria.
Volvido um quarto de século, as tensões entre o ocidente e a Rússia suscitam comparações com o passado; a crise financeira e suas sequelas instigam críticas generalizadas ao modelo liberal apresentado como triunfante; o conflito coreano não dá mostras de esgotamento; a retórica anti-imperialista latino-americana prolonga-se não apenas através da sobrevivência do regime cubano mas renovando-se em movimentos sociais e políticos; a história recente de África e do Médio Oriente desafia cronologias eurocêntricas que, persistentemente, apontam 1989 como o capítulo final de uma era.

O objetivo do XXIII Curso de Verão do IHC é repensar o fim da guerra fria, contextualizando-o na sua dimensão histórica e internacional, revisitando os discursos de e sobre esse período, discutindo os contornos e os limites do processo de transformação ocorrido, questionando as suas causas, efeitos e significado à luz destes últimos 25 anos. Quão importante foi afinal 1989 enquanto ponto de viragem histórica? Pôs realmente fim à guerra fria? Partindo dessas questões, as aulas públicas deste o curso visam não apenas informar, mas permitir um entendimento crítico da história mundial recente e uma reflexão sobre matérias da atualidade internacional.

O evento, organizado pelo Instituto de História Contemporânea (IHC), unidade de investigação da FCSH/NOVA, terá lugar nos dias 19 e 20 de setembro, a partir das 9h15, no Auditório 1 da Torre B.

Quem assistir a todo curso tem direito a um certificado de presença e a participar no concurso de melhor artigo, a publicar num número temático de uma revista com “peer-review“.

A entrada é livre!

Informações adicionais

 

Publicado em Eventos Cientifícos, FCSH, Universidade Nova de Lisboa